Matérias sobre Gravidez

Lingeries para a gravidez e o pós-parto
Gravidez exige cuidados com estresse, alimentação e vacinas
Testes que indicam período fértil podem ajudar mulheres que querem engravidar
Dicas de Como Manter Seu Estilo Antenado Mesmo Durante a Gravidez
Como Escolher o Berçário
25 perguntas e respostas sobre o bebê
Lingeries para a gravidez e o pós-parto
40 Dicas Importante e Úteis para os Papais de Primeira Viagem
Sintomas do trabalho de parto
Cuidados para Evitar a Toxoplasmose na Gravidez
Dicas para Mães de Primeira Gravidez = Antes, Durante e Depois do Parto
Ganhar peso na gravidez, não significa engordar
Dicas básicas de amamentação
9 Dicas para dormir melhor durante sua gravidez
15 respostas para mulheres que tiveram parto cesariano
Cordão umbilical: vale a pena guardar?
Alimentação X Fertilidade
Endometriose
Mortalidade Materna
Riscos da Hipertensão na Gravidez X Eclâmpsia e DHEG (Doença Hipertensiva Especifica da Gravidez)
Gravidez Tardia & Técnicas de Reprodução Assistida
A Importância da Escolha do Sapato e Cuidados com os Pés Durante a Gravidez
Exame Pre-Natal diagnostica Anomalias fetais com mais de 90% de Precisão
Uso de Cosméticos em Gestantes Exige Cuidados
Academias de Ginásticas e Programas Específicos para Grávidas
Acerte na Cor da sua Roupa de Grávida para o Reveillon
Antecipando Algumas Surpresas e Contando 19 Coisas que Provavelmente Você Só Descobriria Durante a Gravidez
Atividades Fisicas para Gestantes
Tudo que você precisa saber dos 13 Principais Mitos sobre Amamentação
50 motivos para evitar uma cesárea desnecessária
Como Evitar ou Tratar das Estrias Durante a sua Gravidez
Detalhes da Evolução do Feto e da sua Gravidez Semana a Semana
Escolha do sexo do bebê
Medidas Fetais = Peso e Tamanho do Bebê na sua Barriga
Shantala
Direitos da gestante
Signos X Personalidade de seu Bebê
Tabela de Vacinação do Bebê
Dicas sobre Amamentação
Posições para Amamentar com Mais Conforto
Como Preparar os Seios Para a Amamentação
Resposta para Dúvidas Comuns sobre Amamentação
Vantagens da Amamentação
Direitos da Gestante
Respostas para 16 Perguntas e Dúvidas Comuns de Grávidas sobre os Direitos das Grávidas
Dez Direitos da Gestante promulgados pela Organização Mundial de Saúde
Dicas de uma Especialista em Medicina Esportiva e Nutrologia s/ Atividade Física na Gravidez
Exercícios Posturais para Gestantes
Exercícios, Ginástica, Natação durante a Gravidez
Exames durante a Gravidez
Gravidez Tardia
Veja se você está preparada para ser mãe mesmo depois dos 35 anos?
Gravidez Depois dos 35 Anos
Nervos À Flor da Pele
Dicas de uma Fisioterapeuta sobre Gravidez e Mudanças no Corpo da Gestante
Orações para Grávidas & Nossa Senhora do Bom Parto
Dicas de uma Nutricionista s/ Alimentação na Gravidez
Gestantes e Suplementação de Ômega 3: importante ou não?
De Olho na Balança + Calcule seu Índice de Massa Corporal (IMC)
Dicas do que fazer para melhorar e garantir o desenvolvimento do bebê em termos de sua alimentação
25 Dicas de Como não Engordar Muito Durante a Gravidez
Peixes na Gravidez
O Pomar Ideal da Gravidez
Principais nutrientes de que você e seu nenê necessitam durante a gestação
Informações Úteis sobre a Alimentação da Grávida
Alimentos priorizados durante a gestação
O Estresse Atrapalha
Infertilidade & Técnicas para Ajudar a Engravidar
10 Sinais de que Você Pode Estar Grávida
É Possível Escolher o Sexo do Bebê?
Dicas de Como Engravidar
Check List Completo de Tudo O Que Precisa Fazer para Organizar um Chá de Bebê e/ou Fraldas
15 Brincadeiras para Você Fazer no seu Chá de Bebê e/ou Fraldas
Dicas de Como Organizar um Chá de Bebe Bem Legal e Animado
Sintomas Normais da Gravidez + Dicas Úteis sobre Cada uma
11 Perguntas e Frases que Mais Vai Ouvir Durante Toda a sua Gravidez
Respostas para 45 Perguntas e Dúvidas Comuns de Grávidas sobre o Parto
5 Maneiras de Acalmar a Ansiedade da Grávida
Respostas para 15 Perguntas e Dúvidas Comuns de Grávidas sobre a Gravidez
Como Solucionar os Enjoos durante a Gravidez
Alimentos priorizados durante a gestação

Quantas vezes nós já ouvimos a velha história de que a gestante deve comer por dois?

Durante a gestação, a dieta da futura mamãe deve ser balanceada e nutritiva, mas nunca dobrada. Até por que o aumento excessivo do peso da gestante poe trazer sérios problemas, tanto para a saúde da mãe, quanto para o bebê.

Porém, fazer uma dieta nessa fase da vida, também não é o indicado, pois um novo ser está se formando, e precisa de todos os tipos de nutrientes, para a sua boa formação.

Deve-se acrescentar aproximadamente 300 calorias diárias na alimentação, porém, jamais provenientes de doces e frituras. A alimentação da gestante deve ser composta principalmente por frutas, verduras, fibras e proteínas, tudo muito saudável e balanceado.

Porém, esses valores mudam, dependendo do caso. Existem gestantes mais magrinhas, mais cheinhas, gravidez de gêmeos, mamães diabéticas...enfim, cada caso é um caso, e deve ser sempre assistido por um especialista. Aqui, no caso, estamos nos referindo a uma gravidez normal.

Porém, não podemos fazer desse valor (300 cal) uma regra. O importante é que a futura mamãe tenha uma dieta balanceada, e que não supere seu aumento de peso em 1 Kg por mês.

Alimentos priorizados durante a gestação:

1) Proteínas

Elas são os blocos construtores de todas as células do seu corpo e, é claro, do seu bebê também. Por isso as proteínas são tão importantes na dieta da gestante e não devem ser relegadas ao segundo plano durante toda a gravidez . É importante lembrar que durante a gravidez não se deve consumir suplementos protéicos do tipo utilizado por quem faz ginástica. Eles podem ser prejudiciais ao bebê e não trarão qualquer benefício para a gestante.

2) Frutas, Verduras e Legumes

São alimentos absolutamente essenciais na dieta da futura mamãe já que são cheios de vitaminas e sais minerais. Algumas verduras como o espinafre são excelentes fontes de ferro e ácido fólico que é um nutriente indispensável para a formação do sistema nervoso fetal. Ao comer bastante frutas, verduras e legumes a gestante está, de quebra, ingerindo muitas fibras que são importantíssimas para o bom funcionamento do intestino. É indispensável que se coma ao menos quatro porções diárias desse grupo de alimentos, de preferência crus e sempre que possível com casca. Vale lembrar que é muito importante dar uma atenção especial à lavagem desses alimentos para eliminar qualquer vestígio de agrotóxicos.

3) Carboidratos

São o combustível do corpo, por isso são tão importantes nesse momento em que o organismo enfrenta a tarefa de gerar um bebê. As principais fontes de carboidratos são as massas, os cereais e os tubérculos, como por exemplo a batata. É necessário muito cuidado no consumo desse grupo de alimentos pois, embora indispensáveis, eles podem levar ao ganho excessivo de peso se consumido em exagero. Como regra geral, deve-se consumir três porções diárias, dando-se preferência aos produtos integrais que são mais nutritivos e contém um percentual de fibras alimentares maior.

4) Gorduras

Você pode até estranhar mas as gorduras são essenciais para o funcionamento do seu corpo. Claro que não se trata daquela gordura presente nas frituras já que essa só faz mal ao organismo e não tem nenhum valor nutricional. O corpo precisa – e muito – da gordura presente, por exemplo, no azeite de oliva extra virgem que pode e deve ser consumido durante a gravidez. O grande senão da gordura é que ela deve ser consumida com extrema moderação e as pessoas tendem a se esquecer de computar a gordura utilizada para o cozimento dos alimentos em sua cota diária. O ideal é que apenas 30 % das calorias ingeridas em um dia seja proveniente das gorduras. Por isso esqueça as frituras e as carnes gordas e adote o azeite de oliva extra virgem nas saladas.

Além dos grandes grupos alimentares, há alguns nutrientes muito importantes durante a gravidez, por exemplo:

5) Cálcio

A ingestão de cálcio no período gestacional é vital para a boa formação fetal, além de ser indispensável para o bom funcionamento do organismo materno. Isso porque caso a mãe não consuma uma quantidade de cálcio suficiente, o feto irá retirar sua cota das reservas maternas. A curto prazo essa situação resultará em queda de cabelo e unhas fracas mas a longo prazo poderá desencadear o enfraquecimento dos dentes e osteoporose. Já esta comprovado também que uma gestante com baixos níveis de cálcio está mais sujeita a sofrer da chamada toxemia, doença que antigamente era conhecida como pré-eclâmpsia e pode levar ao parto prematuro e até à morte. Por tudo isso é vital que a futura mamãe não esqueça de incluir em sua dieta leite desnatado (o ideal são quatro copos por dia), iogurte e queijos brancos como ricota e minas.

6) Vitamina C

Essa vitamina é indispensável para a formação óssea do bebê e não deve ser deixada de lado nenhum momento durante a gravidez. A presença dessa vitamina no organismo também é responsável pela boa absorção do ferro. Como se vê, ela é importantíssima. A forma ideal de consumir a vitamina C é a ingestão da laranja inteira e não só do suco já que assim a gestante estará consumindo também uma boa quantidade de fibras. A vitamina C perde seus nutrientes com muita facilidade, por isso não vale fazer aquela limonada de manhã e guardar na geladeira até a tarde. Passado todo esse tempo, o suco terá perdido todo o seu conteúdo de vitamina C e não passará de um refresco. Em se tratando dessa vitamina vale a regra de preparar o suco ou cortar a fruta bem na hora de comer. E não é só de cítricos que vive a vitamina C. Brócolis, repolho, couve flor e frutas vermelhas como amoras também são ótimas fontes dela.

7) Ferro

Todo mundo precisa de ferro para viver mas ninguém precisa desse mineral tanto quanto as gestantes. Isso porque o ferro é o responsável pela produção das hemácias, que são as células vermelhas do sangue. Com o aumento da quantidade de sangue circulando no corpo da grávida, aumenta também a sua necessidade de ferro. Vale lembrar que a falta de ferro é uma das causas da anemia, por isso o consumo de espinafre, carne vermelha e feijão é indispensável durante a gravidez. Pouca gente sabe, mas o melado de cana é um alimento riquíssimo em ferro e uma boa opção para "adoçar a boca". Só que o melado deve ser consumido com moderação - no máximo uma colher de sopa por dia - mesmo por aquelas gestantes que não estão acima do peso.

8) Ácido Fólico

Esse nutriente é importantíssimo no primeiro trimestre da gravidez. Isso porque diversos estudos têm ligado a falta desse nutriente a má-formações fetais como por exemplo a hidrocefalia. O ácido fólico é encontrado nos mesmos alimentos que o ferro, porém sua concentração é menor. Por esse motivo a maioria dos médicos prescreve um complemento para garantir que a gestante esteja ingerindo uma quantidades suficiente de ácido fólico. No entanto, nunca tome qualquer complemento durante a gravidez sem o conhecimento do seu médico.

Por fim, vale lembrar que não basta dar atenção apenas ao que se come. As futuras mamães devem, mais do que nunca, beber uma quantidade de líquidos adequada, ou seja, no mínimo oito copos grandes por dia. Dê sempre preferência à água, aos sucos naturais e à água de coco que hidratam e garantem o bom funcionamento do organismo.

Fonte: MommysLove.