Matérias sobre Gravidez

Lingeries para a gravidez e o pós-parto
Gravidez exige cuidados com estresse, alimentação e vacinas
Testes que indicam período fértil podem ajudar mulheres que querem engravidar
Dicas de Como Manter Seu Estilo Antenado Mesmo Durante a Gravidez
Como Escolher o Berçário
25 perguntas e respostas sobre o bebê
Lingeries para a gravidez e o pós-parto
40 Dicas Importante e Úteis para os Papais de Primeira Viagem
Sintomas do trabalho de parto
Cuidados para Evitar a Toxoplasmose na Gravidez
Dicas para Mães de Primeira Gravidez = Antes, Durante e Depois do Parto
Ganhar peso na gravidez, não significa engordar
Dicas básicas de amamentação
9 Dicas para dormir melhor durante sua gravidez
15 respostas para mulheres que tiveram parto cesariano
Cordão umbilical: vale a pena guardar?
Alimentação X Fertilidade
Endometriose
Mortalidade Materna
Riscos da Hipertensão na Gravidez X Eclâmpsia e DHEG (Doença Hipertensiva Especifica da Gravidez)
Gravidez Tardia & Técnicas de Reprodução Assistida
A Importância da Escolha do Sapato e Cuidados com os Pés Durante a Gravidez
Exame Pre-Natal diagnostica Anomalias fetais com mais de 90% de Precisão
Uso de Cosméticos em Gestantes Exige Cuidados
Academias de Ginásticas e Programas Específicos para Grávidas
Acerte na Cor da sua Roupa de Grávida para o Reveillon
Antecipando Algumas Surpresas e Contando 19 Coisas que Provavelmente Você Só Descobriria Durante a Gravidez
Atividades Fisicas para Gestantes
Tudo que você precisa saber dos 13 Principais Mitos sobre Amamentação
50 motivos para evitar uma cesárea desnecessária
Como Evitar ou Tratar das Estrias Durante a sua Gravidez
Detalhes da Evolução do Feto e da sua Gravidez Semana a Semana
Escolha do sexo do bebê
Medidas Fetais = Peso e Tamanho do Bebê na sua Barriga
Shantala
Direitos da gestante
Signos X Personalidade de seu Bebê
Tabela de Vacinação do Bebê
Dicas sobre Amamentação
Posições para Amamentar com Mais Conforto
Como Preparar os Seios Para a Amamentação
Resposta para Dúvidas Comuns sobre Amamentação
Vantagens da Amamentação
Direitos da Gestante
Respostas para 16 Perguntas e Dúvidas Comuns de Grávidas sobre os Direitos das Grávidas
Dez Direitos da Gestante promulgados pela Organização Mundial de Saúde
Dicas de uma Especialista em Medicina Esportiva e Nutrologia s/ Atividade Física na Gravidez
Exercícios Posturais para Gestantes
Exercícios, Ginástica, Natação durante a Gravidez
Exames durante a Gravidez
Gravidez Tardia
Veja se você está preparada para ser mãe mesmo depois dos 35 anos?
Gravidez Depois dos 35 Anos
Nervos À Flor da Pele
Dicas de uma Fisioterapeuta sobre Gravidez e Mudanças no Corpo da Gestante
Orações para Grávidas & Nossa Senhora do Bom Parto
Dicas de uma Nutricionista s/ Alimentação na Gravidez
Gestantes e Suplementação de Ômega 3: importante ou não?
De Olho na Balança + Calcule seu Índice de Massa Corporal (IMC)
Dicas do que fazer para melhorar e garantir o desenvolvimento do bebê em termos de sua alimentação
25 Dicas de Como não Engordar Muito Durante a Gravidez
Peixes na Gravidez
O Pomar Ideal da Gravidez
Principais nutrientes de que você e seu nenê necessitam durante a gestação
Informações Úteis sobre a Alimentação da Grávida
Alimentos priorizados durante a gestação
O Estresse Atrapalha
Infertilidade & Técnicas para Ajudar a Engravidar
10 Sinais de que Você Pode Estar Grávida
É Possível Escolher o Sexo do Bebê?
Dicas de Como Engravidar
Check List Completo de Tudo O Que Precisa Fazer para Organizar um Chá de Bebê e/ou Fraldas
15 Brincadeiras para Você Fazer no seu Chá de Bebê e/ou Fraldas
Dicas de Como Organizar um Chá de Bebe Bem Legal e Animado
Sintomas Normais da Gravidez + Dicas Úteis sobre Cada uma
11 Perguntas e Frases que Mais Vai Ouvir Durante Toda a sua Gravidez
Respostas para 45 Perguntas e Dúvidas Comuns de Grávidas sobre o Parto
5 Maneiras de Acalmar a Ansiedade da Grávida
Respostas para 15 Perguntas e Dúvidas Comuns de Grávidas sobre a Gravidez
Como Solucionar os Enjoos durante a Gravidez
O Pomar Ideal da Gravidez

Por trás do sabor e do frescor das frutas há um arsenal de vitaminas e minerais que aliviam desconfortos comuns na gestação e contribuem para o bom desenvolvimento do bebê. Por exemplo uma forma de prevenir o enjôo na gravidez é consumir abacaxi e banana-nanica, de preferência, in natura.

Por Simone Ota da Revista Meu Nene.

A gravidez é um bom momento para adquirir o hábito de consumir de três a quatro frutas por dia. Além de prevenir doenças, elas reduzem os enjôos, a azia, a prisão de ventre, o inchaço, as cãibras, mantêm sob controle a pressão arterial e a balança. Também contribuem para que a recuperação do parto seja rápida e tranqüila e colaboram para que o nenê nasça no tempo certo, com o peso adequado, com boa formação dos ossos, dos dentes e do sistema nervoso central. A regra é simples: quanto maior a oferta de nutrientes, melhor o estado geral da mãe e do feto. "Por isso, para aquelas que não gostam da versão in natura, a alternativa é incluir no café da manhã e nos lanches um copo de suco de frutas feito na hora e sem coar", sugere Susy Graff, consultora do site Nutrikids.

A nutricionista Cynthia Antonaccio, da Equilibrium Health Food, em São Paulo, vai mais longe: "O ideal é que a gestante as consuma com a casca, para aproveitar bem as fibras. Mas, se não for possível, pode apelar, com moderação, para geléias, compotas, purês, tortas recheadas e compensar comendo mais verduras cruas e legumes."A especialista alerta para a importância de lavar as frutas antes de consumi-las. Isso porque a presença de bactérias pode desencadear diarréia e vômito, fazendo com que a gestante perca líquido e enfraqueça. Cheque em nosso pomar os benefícios e as calorias das frutas mais indicadas para os nove meses.

- Abacaxi (38 cal./fatia):

É fonte de vitamina C, importante para o fortalecimento do sistema imunológico e da placenta. Tanto a fruta como o chá feito com sua casca são indicados para aliviar enjôos.

- Abacate (230 cal./1/2 unid.):

Contém ácido fólico, que previne a má formação do feto e afasta o risco de abortos e partos prematuros. Apesar de todos esses benefícios, a fruta deve ser consumida com moderação pois é muito calórica.

- Ameixa (9 cal./unid.):

Suas fibras evitam a prisão de ventre, muito comum na gravidez. Existe também a versão "passa", que pode ser misturada com água para ser tomada no dia seguinte.

- Banana-nanica (95 cal./unid.):

Boa fonte de vitamina B6 e de potássio que evitam, respectivamente, náuseas e vômitos, típicos do início da gravidez. Protege também das cãibras durante a atividade física e o sono.

- Caju (51 cal./unid.):

Rico em vitamina C, facilita a absorção do ferro pelo organismo, mineral fundamental para a formação das células sangüíneas do bebê. Especialistas afirmam que a fruta tem efeito diurético, reduzindo o inchaço.

- Caqui (59 cal./unid.):

É fonte de vitamina C, importante para o fortalecimento do sistema imunológico e da placenta. Tanto a fruta como o chá feito com sua casca são indicados para aliviar enjôos.

- Carambola (37 cal./unid.):

Oferece vários nutrientes, dentre eles o cálcio, que estocado durante a gestação garante a produção do leite materno.

- Figo (54 cal./unid.):

Apresenta baixo teor de acidez, por isso é recomendado para as gestantes que sofrem de azia.

- Goiaba (50 cal./unid.):

Nem pense em desperdiçar a casca, onde está boa fonte de fibras. Apolpa contém potássio, contribuindo para a manutenção da pressão arterial.

- Jabuticaba (44 cal./15 unid.):

Destaque para o fósforo que, assim como o cálcio, atua na estrutura óssea e dentária da criança.

- Kiwi (46 cal./unid.):

Excelente fonte de vitamina C, reduz o risco de infecção e facilita a cicatrização após o parto.

- Laranja (81 cal./unid.):

Apresenta baixo teor de acidez, por isso é recomendado para as gestantes que sofrem de azia.

- Maçã (80 cal./unid.):

Contém vitaminas do complexo B, que auxiliam na metabolização dos macronutrientes, como as proteínas e os carboidratos. Na gravidez, a necessidade dessas vitaminas aumenta cerca de 30%.

- Mamão (54 cal./fatia):

É famoso por combater a prisão de ventre, a formação de gases que costumam deixar as gestantes indispostas, irritadas e com dor de cabeça.

- Manga (128 cal./unid.):

Tem alto teor de fibras e é rica em betacaroteno, substância que age como um protetor solar interno, evitando as indesejáveis manchas de gravidez.

- Maracujá (28 cal./unid.):

Perfeita combinação de ferro e vitamina C. Enquanto o primeiro previne a anemia, a segunda garante uma boa absorção pelo organismo. Além disso, reduz a ansiedade no fim da gravidez.

- Melancia (24 cal./fatia):

Além da grande quantidade de água e de fibras, a fruta fornece folacina, que atua na produção dos glóbulos vermelhos.

- Melão (9 cal./fatia):

Além de hidratar a mamãe, é indicado para prevenir azia e hemorragia no pós-parto, pois contém ácido fólico.

- Mexerica (70 cal./unid.):

Se consumida com o bagaço, pode ser uma boa fonte de fibras. Já o conteúdo é rico em vitamina C.

- Morango (3 cal./unid.):

Destaque para a vitamina C, cuja deficiência na gravidez tem sido associada ao aumento no risco de infecções e partos prematuros.

- Pêra (68 cal./unid.):

Vale a pena acrescentar ao cardápio, pois combate a prisão de ventre e a retenção de líquido na gestante.

- Pêssego (95 cal./unid.):

Fonte de fibras e de vitamina B5, combate a fadiga, fortalece o sistema imunológico e atua na liberação da energia vinda dos carboidratos.

- Pinha (138 cal./unid.):

Também conhecida como fruta-do-conde, é uma importante fonte de energia, necessária para garantir o crescimento e a manutenção do feto e da placenta.

- Romã (62 cal./unid.):

Possui vitamina A, contribuindo na formação e no desenvolvimento do bebê. A sua falta pode gerar defeitos congênitos e baixo peso ao nascer.

- Uva (4 cal./bago):

Outra boa opção para abastecer-se de ferro, fósforo e, principalmente, de energia.