Matérias sobre Gravidez

Lingeries para a gravidez e o pós-parto
Gravidez exige cuidados com estresse, alimentação e vacinas
Testes que indicam período fértil podem ajudar mulheres que querem engravidar
Dicas de Como Manter Seu Estilo Antenado Mesmo Durante a Gravidez
Como Escolher o Berçário
25 perguntas e respostas sobre o bebê
Lingeries para a gravidez e o pós-parto
40 Dicas Importante e Úteis para os Papais de Primeira Viagem
Sintomas do trabalho de parto
Cuidados para Evitar a Toxoplasmose na Gravidez
Dicas para Mães de Primeira Gravidez = Antes, Durante e Depois do Parto
Ganhar peso na gravidez, não significa engordar
Dicas básicas de amamentação
9 Dicas para dormir melhor durante sua gravidez
15 respostas para mulheres que tiveram parto cesariano
Cordão umbilical: vale a pena guardar?
Alimentação X Fertilidade
Endometriose
Mortalidade Materna
Riscos da Hipertensão na Gravidez X Eclâmpsia e DHEG (Doença Hipertensiva Especifica da Gravidez)
Gravidez Tardia & Técnicas de Reprodução Assistida
A Importância da Escolha do Sapato e Cuidados com os Pés Durante a Gravidez
Exame Pre-Natal diagnostica Anomalias fetais com mais de 90% de Precisão
Uso de Cosméticos em Gestantes Exige Cuidados
Academias de Ginásticas e Programas Específicos para Grávidas
Acerte na Cor da sua Roupa de Grávida para o Reveillon
Antecipando Algumas Surpresas e Contando 19 Coisas que Provavelmente Você Só Descobriria Durante a Gravidez
Atividades Fisicas para Gestantes
Tudo que você precisa saber dos 13 Principais Mitos sobre Amamentação
50 motivos para evitar uma cesárea desnecessária
Como Evitar ou Tratar das Estrias Durante a sua Gravidez
Detalhes da Evolução do Feto e da sua Gravidez Semana a Semana
Escolha do sexo do bebê
Medidas Fetais = Peso e Tamanho do Bebê na sua Barriga
Shantala
Direitos da gestante
Signos X Personalidade de seu Bebê
Tabela de Vacinação do Bebê
Dicas sobre Amamentação
Posições para Amamentar com Mais Conforto
Como Preparar os Seios Para a Amamentação
Resposta para Dúvidas Comuns sobre Amamentação
Vantagens da Amamentação
Direitos da Gestante
Respostas para 16 Perguntas e Dúvidas Comuns de Grávidas sobre os Direitos das Grávidas
Dez Direitos da Gestante promulgados pela Organização Mundial de Saúde
Dicas de uma Especialista em Medicina Esportiva e Nutrologia s/ Atividade Física na Gravidez
Exercícios Posturais para Gestantes
Exercícios, Ginástica, Natação durante a Gravidez
Exames durante a Gravidez
Gravidez Tardia
Veja se você está preparada para ser mãe mesmo depois dos 35 anos?
Gravidez Depois dos 35 Anos
Nervos À Flor da Pele
Dicas de uma Fisioterapeuta sobre Gravidez e Mudanças no Corpo da Gestante
Orações para Grávidas & Nossa Senhora do Bom Parto
Dicas de uma Nutricionista s/ Alimentação na Gravidez
Gestantes e Suplementação de Ômega 3: importante ou não?
De Olho na Balança + Calcule seu Índice de Massa Corporal (IMC)
Dicas do que fazer para melhorar e garantir o desenvolvimento do bebê em termos de sua alimentação
25 Dicas de Como não Engordar Muito Durante a Gravidez
Peixes na Gravidez
O Pomar Ideal da Gravidez
Principais nutrientes de que você e seu nenê necessitam durante a gestação
Informações Úteis sobre a Alimentação da Grávida
Alimentos priorizados durante a gestação
O Estresse Atrapalha
Infertilidade & Técnicas para Ajudar a Engravidar
10 Sinais de que Você Pode Estar Grávida
É Possível Escolher o Sexo do Bebê?
Dicas de Como Engravidar
Check List Completo de Tudo O Que Precisa Fazer para Organizar um Chá de Bebê e/ou Fraldas
15 Brincadeiras para Você Fazer no seu Chá de Bebê e/ou Fraldas
Dicas de Como Organizar um Chá de Bebe Bem Legal e Animado
Sintomas Normais da Gravidez + Dicas Úteis sobre Cada uma
11 Perguntas e Frases que Mais Vai Ouvir Durante Toda a sua Gravidez
Respostas para 45 Perguntas e Dúvidas Comuns de Grávidas sobre o Parto
5 Maneiras de Acalmar a Ansiedade da Grávida
Respostas para 15 Perguntas e Dúvidas Comuns de Grávidas sobre a Gravidez
Como Solucionar os Enjoos durante a Gravidez
Dicas de uma Nutricionista s/ Alimentação na Gravidez

As dicas abaixo são da Nutricionusta Dra. Pétra Aiello Barros:

A gestação é caracterizada por um período de profundas mudanças no organismo da mulher. É constituída de aproximadamente 40 semanas em que aspectos fisiológicos, metabólicos e nutricionais são alterados.

A assistência dada a esse período constitui um fator preventivo muito importante. O pré-natal objetiva assegurar a evolução de uma gravidez, identificando situações de risco, para prevenir complicações e auxiliar a mãe, orientando e aconselhando sobre a saúde gestacional e a do bebê, assim como no auxílio à diminuição do estresse materno.

1) Recomendações nutricionais:

A determinação das necessidades nutricionais durante o período gestacional não é simples. Existem nutrientes que, por estudos, são determinados para um bom desenvolvimento do feto e saúde da mãe; porém, o acompanhamento deve ser realizado individualmente para identificar as necessidades específicas de cada mulher.

A) Energia:

Para a mulher que inicia a gestação com o peso saudável / ideal, ou gestantes adolescentes, recomenda-se, segundo a RDA (1989), o acréscimo de 300Kcal/dia restrito ao 2º e 3º trimestres. Aquela em que o peso está abaixo do recomendado deve aumentar o valor calórico total do dia com 300Kcal a partir do início da gestação (1º trimestre).

Gestantes que iniciam a gravidez com sobrepeso ou que são obesas devem ser orientadas para o risco de ganho de peso excessivo, uma vez que apresentam maior dificuldade para a perda de peso no pós-parto e podem desenvolver complicações durante a gestação. Essas gestantes não devem aumentar as calorias diárias, porém, devem realizar refeições saudáveis para que não ocorra a falta de micro-nutrientes.

B) Proteínas:

A recomendação na gravidez, segundo a RDA (1989), é de 60g de proteínas diárias sendo que metade destas seja de alto valor biológico encontrada nas carnes.

C) Cálcio:

Na gravidez, ingestões reduzidas desse mineral podem resultar em perda da substância óssea na mãe e prejuízo no crescimento e desenvolvimento fetal. A recomendação para esse mineral segundo a DRI (1997) 1.000 mg/dia. E para gestantes adolescentes (≤18 anos) 1.300 mg/dia.

D) Ferro:

As necessidades de ferro elevam nessa fase devido ao aumento da massa de glóbulos vermelhos do sangue, expansão do volume plasmático e transporte ativo de ferro através da placenta. A anemia durante a gravidez pode aumentar o risco de parto prematuro, de baixo peso ao nascer, de mortalidade perinatal, hemorragias, além de causar má absorção de vitamina D.

A recomendação desse mineral segundo DRI (2001) é de 27mg/dia;

Os alimentos normais da dieta podem contribuir para aumentar esse consumo. A orientação alimentar deve priorizar a ingestão de ferro heme (carnes e vísceras) e melhorar a biodisponibilidade de ferro não heme (leguminosas, legumes, verduras verdes escuras, ovos) com a ingestão de sucos ou alimentos ricos em vitamina C junto com as refeições.

E) Zinco:

É fundamental para o período de gestação pela relação desse mineral e o crescimento fetal normal e a prevenção de má formação congênita. A quantidade recomendada segundo DRI (2001) é de 11mg/dia. E para gestantes adolescentes (≤18 anos) 12mg/dia.

Os alimentos de origem animal são as melhores fontes, seguido de cereais e grãos, verduras e legumes.

F) Iodo:

A deficiência de iodo tem como conseqüência o Bócio endêmico e a deficiência persistente leva ao hipotireoidismo. Na gestação, essa deficiência acarreta na má formação do tecido cerebral cuja manifestação é o retardo mental irreversível.

Os transtornos podem ser prevenidos com uma ingestão adequada desse mineral. A recomendação desse mineral é de 220 mcg/dia, segundo a DRI (2001).

G) Ácido fólico:

Essa vitamina participa na reprodução celular, assim como na formação e no crescimento de diversos tecidos.

Na gestação, o suporte dessa substância é fundamental para prevenir defeitos do tubo neural.

A recomendação para essa vitamina é de 600mcg/dia segundo a DRI (1998).

H) Água:

Esse elemento é fundamental para o equilíbrio orgânico, além de possuir papel importante no bom funcionamento do intestino. Segundo a DRI (2004) recomenda-se a ingestão de 3 litros de água/dia.

2) Algumas orientações gerais para gestação:

- Fracionar a alimentação no mínimo 5 vezes ao longo do dia;

- Controlar o consumo de maionese, manteiga, chantilly, creme de leite, e gorduras em geral e açúcares;

- Diminuir o consumo de doces e procurar substituí-los por frutas ou doces sem adição de açúcar;

- Aumentar o consumo de leite e substitutos: queijos, iogurtes, coalhadas, etc;

- Substituir queijos amarelos por queijo minas;

- Consumir carnes magras (sem gordura aparente), pescados, aves sem pele, preparações cozidas, assadas ou grelhadas;

- Utilizar temperos naturais como: alho, cebola, salsa, orégano, hortelã, coentro, manjericão, limão, entre outros, evitando produtos industrializados;

- Controlar a adição de sal nos alimentos;

- Aumentar a ingestão de fibras para o bom funcionamento intestinal; porém, deve-se ingerir líquidos para que sua função possa ser estabelecida;

- Consumir 4 tipos de frutas ao longo do dia, em forma de suco ou ao natural;

- Todo dia ingerir uma fruta fonte de vitamina C: laranja, limão, caju, acerola, tangerina, para auxiliar na absorção de ferro;

- Consumir pelo menos uma vez ao dia grãos de feijão, lentilha, grão de bico ou ervilhas;

- Beber bastante líquido; dar preferência à água ou chá naturais (sem adição de açúcar);

- Chás e café prejudicam a absorção de ferro e não podem ser tomados logo após as refeições. Dar um intervalo de aproximadamente 2 horas;

- Evitar o consumo de bebidas alcoólicas (pois afetam o desenvolvimento do feto);

- Não deitar logo após as refeições.

- Ingerir 3 litros de água por dia.

3) Exemplo de Cardápio:

- DESJEJUM

Leite desnatado ou Iogurte desnatado ou 0% de gordura ou queijo minas ou coalhada fresca.
Pão de forma integral ou Torrada integral ou biscoito integral ou cereal integral.
Fruta: Variar as frutas para ofertar ao organismo diferentes micronutrientes.

- LANCHE DA MANHÃ

Iogurte desnatado ou Leite desnatado ou leite fermentado ou iogurte 0% de gordura ou queijo minas ou polenguinho light.
Fruta: Variar as frutas para ofertar ao organismo diferentes micronutrientes.

- ALMOÇO

Salada crua: Consumir somente quando o produto for devidamente higienizado.
Varie sua salada diariamente.
Arroz integral ou Batata cozida ou milho cozido ou macarrão ou mandioquinha, ou mandioca ou cará ou inhame.
Leguminosa: Feijão ou lentilha ou ervilha ou grão-de-bico ou soja.
Carne: Preferir sempre cozida ou assada ou grelhada
Legume cozido: Acompanhamento do prato quente. Procure variar o alimento.
Sobremesa: Procure sempre consumir uma fruta (devidamente higienizada)

- LANCHE DA TARDE

Suco a base de soja ou Queijo minas ou iogurte light ou polenguinho light ou leite desnatado.
Biscoito integral ou Pão integral ou torrada integral ou fruta

- JANTAR

Para essa refeição é necessário diminuir um pouco o volume dos alimentos e não consumir a porção de leguminosa que está no almoço.

- CEIA

Iogurte desnatado ou Leite desnatado ou leite fermentado ou iogurte 0% de gordura ou queijo minas ou polenguinho light.
Fruta: Variar as frutas para ofertar ao organismo diferentes micronutrientes.