Matérias sobre Gravidez

Lingeries para a gravidez e o pós-parto
Gravidez exige cuidados com estresse, alimentação e vacinas
Testes que indicam período fértil podem ajudar mulheres que querem engravidar
Dicas de Como Manter Seu Estilo Antenado Mesmo Durante a Gravidez
Como Escolher o Berçário
25 perguntas e respostas sobre o bebê
Lingeries para a gravidez e o pós-parto
40 Dicas Importante e Úteis para os Papais de Primeira Viagem
Sintomas do trabalho de parto
Cuidados para Evitar a Toxoplasmose na Gravidez
Dicas para Mães de Primeira Gravidez = Antes, Durante e Depois do Parto
Ganhar peso na gravidez, não significa engordar
Dicas básicas de amamentação
9 Dicas para dormir melhor durante sua gravidez
15 respostas para mulheres que tiveram parto cesariano
Cordão umbilical: vale a pena guardar?
Alimentação X Fertilidade
Endometriose
Mortalidade Materna
Riscos da Hipertensão na Gravidez X Eclâmpsia e DHEG (Doença Hipertensiva Especifica da Gravidez)
Gravidez Tardia & Técnicas de Reprodução Assistida
A Importância da Escolha do Sapato e Cuidados com os Pés Durante a Gravidez
Exame Pre-Natal diagnostica Anomalias fetais com mais de 90% de Precisão
Uso de Cosméticos em Gestantes Exige Cuidados
Academias de Ginásticas e Programas Específicos para Grávidas
Acerte na Cor da sua Roupa de Grávida para o Reveillon
Antecipando Algumas Surpresas e Contando 19 Coisas que Provavelmente Você Só Descobriria Durante a Gravidez
Atividades Fisicas para Gestantes
Tudo que você precisa saber dos 13 Principais Mitos sobre Amamentação
50 motivos para evitar uma cesárea desnecessária
Como Evitar ou Tratar das Estrias Durante a sua Gravidez
Detalhes da Evolução do Feto e da sua Gravidez Semana a Semana
Escolha do sexo do bebê
Medidas Fetais = Peso e Tamanho do Bebê na sua Barriga
Shantala
Direitos da gestante
Signos X Personalidade de seu Bebê
Tabela de Vacinação do Bebê
Dicas sobre Amamentação
Posições para Amamentar com Mais Conforto
Como Preparar os Seios Para a Amamentação
Resposta para Dúvidas Comuns sobre Amamentação
Vantagens da Amamentação
Direitos da Gestante
Respostas para 16 Perguntas e Dúvidas Comuns de Grávidas sobre os Direitos das Grávidas
Dez Direitos da Gestante promulgados pela Organização Mundial de Saúde
Dicas de uma Especialista em Medicina Esportiva e Nutrologia s/ Atividade Física na Gravidez
Exercícios Posturais para Gestantes
Exercícios, Ginástica, Natação durante a Gravidez
Exames durante a Gravidez
Gravidez Tardia
Veja se você está preparada para ser mãe mesmo depois dos 35 anos?
Gravidez Depois dos 35 Anos
Nervos À Flor da Pele
Dicas de uma Fisioterapeuta sobre Gravidez e Mudanças no Corpo da Gestante
Orações para Grávidas & Nossa Senhora do Bom Parto
Dicas de uma Nutricionista s/ Alimentação na Gravidez
Gestantes e Suplementação de Ômega 3: importante ou não?
De Olho na Balança + Calcule seu Índice de Massa Corporal (IMC)
Dicas do que fazer para melhorar e garantir o desenvolvimento do bebê em termos de sua alimentação
25 Dicas de Como não Engordar Muito Durante a Gravidez
Peixes na Gravidez
O Pomar Ideal da Gravidez
Principais nutrientes de que você e seu nenê necessitam durante a gestação
Informações Úteis sobre a Alimentação da Grávida
Alimentos priorizados durante a gestação
O Estresse Atrapalha
Infertilidade & Técnicas para Ajudar a Engravidar
10 Sinais de que Você Pode Estar Grávida
É Possível Escolher o Sexo do Bebê?
Dicas de Como Engravidar
Check List Completo de Tudo O Que Precisa Fazer para Organizar um Chá de Bebê e/ou Fraldas
15 Brincadeiras para Você Fazer no seu Chá de Bebê e/ou Fraldas
Dicas de Como Organizar um Chá de Bebe Bem Legal e Animado
Sintomas Normais da Gravidez + Dicas Úteis sobre Cada uma
11 Perguntas e Frases que Mais Vai Ouvir Durante Toda a sua Gravidez
Respostas para 45 Perguntas e Dúvidas Comuns de Grávidas sobre o Parto
5 Maneiras de Acalmar a Ansiedade da Grávida
Respostas para 15 Perguntas e Dúvidas Comuns de Grávidas sobre a Gravidez
Como Solucionar os Enjoos durante a Gravidez
Respostas para 16 Perguntas e Dúvidas Comuns de Grávidas sobre os Direitos das Grávidas

Segue abaixo respostas para as principais dúvidas que as grávidas tem em relação aos seus direitos e proteções pela lei trabalhista:

1) Quais sãos os direitos assegurados por lei à gestante?

Poderíamos enumerar pelo menos três direitos garantidos à empregada gestante:

- Garantia de emprego a contar da confirmação da gravidez até cinco meses após o parto;
- Licença maternidade de 120 dias, sem prejuízo do salário.
- A alteração de função para preservação da saúde, se necessário.

2) O que muda no caso de empregados domésticos?

Até recentemente às empregadas domésticas gestantes só havia a garantia à licença maternidade, o que foi alterado pela lei LEI Nº 11.324, DE 19 DE JULHO DE 2006, com vigência a partir de 19/07/06, a qual passou a assegurar também a garantia de emprego durante a gestação até cinco meses após o parto.

3) Categorias profissionais, como aeronautas, por exemplo, cujo desempenho é prejudicial às gestantes, possuem direitos especiais?

É assegurada a toda e qualquer empregada gestante a transferência de função quando a atividade normalmente prestada for prejudicial à gestação, assegurada a retomada da função anteriormente executada logo após o retorno ao trabalho. Além da garantia legal de transferência de função, poderão existir garantias específicas às gestantes de determinada categoria profissional, em conformidade aos dissídios e ou convenções coletivas pactuados entre os agentes sociais da referida categoria.

4) Existem categorias profissionais diferenciadas quanto aos direitos da gestante?

A lei assegura a toda empregada gestante as garantias mínimas, quais sejam, garantia de emprego a contar da confirmação da gravidez, até cinco meses após o parto; licença-maternidade de 120 dias e transferência de função, quando necessário, por condições de saúde. Entretanto, as categorias profissionais poderão, mediante dissídio, acordo ou convenção coletiva estabelecer condições mais benéficas que as legais ou mesmo outros benefícios não previstos em lei.

5) Como a gestante deve proceder após constatar a gravidez?

Salvo no caso de contrato de experiência, o ideal é comunicar, de forma documentada, seu estado gravídico ao empregador.

6) O que é o salário-maternidade e como funciona?

Salário-maternidade é a remuneração devida à gestante durante o período de afastamento de, no mínimo, 120 dias.

7) O salário-maternidade é pago integralmente? E quem paga, o empregador ou a Previdência?

Durante a licença-maternidade é assegurado o pagamento do salário-maternidade sendo pago e calculado da seguinte forma:
Para a empregada comum é pago diretamente pelo empregador e calculado no valor da sua remuneração mensal, sendo que o empregador procede à compensação contábil pertinente com INSS.

Para a empregada doméstica o salário-maternidade é calculado com base no último salário-de-contribuição e pago pelo próprio INSS.

Para a contribuinte individual: (autônoma) é calculado com base em um doze avos da soma dos doze últimos salário-de-contribuição, sendo pago diretamente pelo INSS

Em qualquer hipótese, o benefício não pode ser inferior a um salário mínimo vigente.

8) Como é a remuneração a título de salário-maternidade, para trabalhadores com renda variável ou autônomos?

Para empregados com renda variável, o salário é calculado pela média da remuneração dos últimos seis meses.

Para a contribuinte individual: (autônoma) é calculado com base em um doze avos da soma dos doze últimos salário-de-contribuição, sendo pago diretamente pelo INSS

9) Como funciona a licença-maternidade?

A licença-maternidade deve ser notificada pela empregada ao seu empregador mediante atestado médico e poderá ocorrer entre o 28° dia antes do parto e a ocorrência deste, momento no qual se dará início a contagem do prazo de 120 dias.

10) A licença-maternidade afeta a contagem de tempo para efeito de férias?

Durante a licença maternidade mantém-se a plena contagem do tempo de serviço para efeito de férias, 13° salário e FGTS.

11) Após o retorno ao trabalho, o que a lei prevê quanto à necessidade de amamentação?

Para amamentação do próprio filho é assegurado à mulher durante a jornada de trabalho a concessão de dois descansos especiais de trinta minutos cada um.

12) Qual é a duração deste benefício?

A duração do benefício de intervalo para amamentação é da data do retorno ao trabalho até os seis meses de idade da criança, podendo ser dilatado quando o exigir a saúde do filho, a critério da autoridade competente.

13) A trabalhadora adquire estabilidade no emprego depois de confirmada a gravidez? E como funciona?

Desde a confirmação da gravidez até cinco meses após o parto fica expressamente vedada a dispensa arbitrária ou sem justa causa da empregada gestante.

O Tribunal Superior do Trabalho entende que a confirmação da gravidez refere-se à confirmação biológica da gestação e não a confirmação pelo Empregador, ou seja, o desconhecimento pelo empregador do estado gravídico da empregada gestante não lhe retira o direito à garantia de emprego, conforme se infere da súmula No. 244 do TST.

Entretanto, o ideal é a empregada comunicar de forma documentada ao empregador seu estado gravídico a fim de evitar a ocorrência de dispensada imotivada fundamentado no eventual desconhecimento da gravidez.

14) A estabilidade vale mesmo durante o contrato de experiência?

A estabilidade gestante não se opera durante o contrato de experiência, pois este, por se tratar de modalidade de contrato por prazo determinado, já é previamente pactuado com data de término prevista.

15) Mães adotivas possuem licença-maternidade e como funcionam regras quanto ao tempo?

Mães adotivas possuem direito a licença maternidade, sendo que, no caso de adoção de criança até um ano de idade, a licença será de 120 dias; de 1 a 4 anos a licença será de 60 dias; de 4 a 8 anos será de 30 dias e, com mais de 8 anos, perde-se o direito a licença-maternidade.

16) O pai tem algum direito especial por conta do nascimento do bebe?

Aos pais empregados a lei assegura a licença paternidade que consiste no afastamento do trabalho durante cinco dias corridos, a contar da data do nascimento da criança; sem prejuízo do salário durante o período de afastamento.

Agradecemos ao Portal Multiplos (http://www.multiplos.com.br) e Dr. Maurício Borges, mestre em Direito do Trabalho pela Puc, e sócio da Advocacia Borges (http://www.advocaciaborges.com.br/)