Matérias sobre Gravidez

Lingeries para a gravidez e o pós-parto
Gravidez exige cuidados com estresse, alimentação e vacinas
Testes que indicam período fértil podem ajudar mulheres que querem engravidar
Dicas de Como Manter Seu Estilo Antenado Mesmo Durante a Gravidez
Como Escolher o Berçário
25 perguntas e respostas sobre o bebê
Lingeries para a gravidez e o pós-parto
40 Dicas Importante e Úteis para os Papais de Primeira Viagem
Sintomas do trabalho de parto
Cuidados para Evitar a Toxoplasmose na Gravidez
Dicas para Mães de Primeira Gravidez = Antes, Durante e Depois do Parto
Ganhar peso na gravidez, não significa engordar
Dicas básicas de amamentação
9 Dicas para dormir melhor durante sua gravidez
15 respostas para mulheres que tiveram parto cesariano
Cordão umbilical: vale a pena guardar?
Alimentação X Fertilidade
Endometriose
Mortalidade Materna
Riscos da Hipertensão na Gravidez X Eclâmpsia e DHEG (Doença Hipertensiva Especifica da Gravidez)
Gravidez Tardia & Técnicas de Reprodução Assistida
A Importância da Escolha do Sapato e Cuidados com os Pés Durante a Gravidez
Exame Pre-Natal diagnostica Anomalias fetais com mais de 90% de Precisão
Uso de Cosméticos em Gestantes Exige Cuidados
Academias de Ginásticas e Programas Específicos para Grávidas
Acerte na Cor da sua Roupa de Grávida para o Reveillon
Antecipando Algumas Surpresas e Contando 19 Coisas que Provavelmente Você Só Descobriria Durante a Gravidez
Atividades Fisicas para Gestantes
Tudo que você precisa saber dos 13 Principais Mitos sobre Amamentação
50 motivos para evitar uma cesárea desnecessária
Como Evitar ou Tratar das Estrias Durante a sua Gravidez
Detalhes da Evolução do Feto e da sua Gravidez Semana a Semana
Escolha do sexo do bebê
Medidas Fetais = Peso e Tamanho do Bebê na sua Barriga
Shantala
Direitos da gestante
Signos X Personalidade de seu Bebê
Tabela de Vacinação do Bebê
Dicas sobre Amamentação
Posições para Amamentar com Mais Conforto
Como Preparar os Seios Para a Amamentação
Resposta para Dúvidas Comuns sobre Amamentação
Vantagens da Amamentação
Direitos da Gestante
Respostas para 16 Perguntas e Dúvidas Comuns de Grávidas sobre os Direitos das Grávidas
Dez Direitos da Gestante promulgados pela Organização Mundial de Saúde
Dicas de uma Especialista em Medicina Esportiva e Nutrologia s/ Atividade Física na Gravidez
Exercícios Posturais para Gestantes
Exercícios, Ginástica, Natação durante a Gravidez
Exames durante a Gravidez
Gravidez Tardia
Veja se você está preparada para ser mãe mesmo depois dos 35 anos?
Gravidez Depois dos 35 Anos
Nervos À Flor da Pele
Dicas de uma Fisioterapeuta sobre Gravidez e Mudanças no Corpo da Gestante
Orações para Grávidas & Nossa Senhora do Bom Parto
Dicas de uma Nutricionista s/ Alimentação na Gravidez
Gestantes e Suplementação de Ômega 3: importante ou não?
De Olho na Balança + Calcule seu Índice de Massa Corporal (IMC)
Dicas do que fazer para melhorar e garantir o desenvolvimento do bebê em termos de sua alimentação
25 Dicas de Como não Engordar Muito Durante a Gravidez
Peixes na Gravidez
O Pomar Ideal da Gravidez
Principais nutrientes de que você e seu nenê necessitam durante a gestação
Informações Úteis sobre a Alimentação da Grávida
Alimentos priorizados durante a gestação
O Estresse Atrapalha
Infertilidade & Técnicas para Ajudar a Engravidar
10 Sinais de que Você Pode Estar Grávida
É Possível Escolher o Sexo do Bebê?
Dicas de Como Engravidar
Check List Completo de Tudo O Que Precisa Fazer para Organizar um Chá de Bebê e/ou Fraldas
15 Brincadeiras para Você Fazer no seu Chá de Bebê e/ou Fraldas
Dicas de Como Organizar um Chá de Bebe Bem Legal e Animado
Sintomas Normais da Gravidez + Dicas Úteis sobre Cada uma
11 Perguntas e Frases que Mais Vai Ouvir Durante Toda a sua Gravidez
Respostas para 45 Perguntas e Dúvidas Comuns de Grávidas sobre o Parto
5 Maneiras de Acalmar a Ansiedade da Grávida
Respostas para 15 Perguntas e Dúvidas Comuns de Grávidas sobre a Gravidez
Como Solucionar os Enjoos durante a Gravidez
Shantala

"Sim! O bebê tem necessidade do leite.
Mas muito mais de serem amados e receberem carinho”. (Leboyer)


Shantala é uma massagem indiana milenar, tão antiga que não se sabe precisar a sua origem. É muito comum na Índia encontrar nas ruas e praças públicas mães massageando seus filhos (as), num hábito cotidiano de cuidado e carinho, fazendo parte da cultura indiana. E foi assim, ao acaso que a massagem foi descoberta pelo médico ginecologista e obstetra francês, Dr. Frédérick Leboyer. Numa de suas viagens à Índia, ele avistou uma jovem mãe massageando o seu bebê numa rua de um bairro pobre de Calcutá. Encantado com a cena pediu que a mãe se deixasse ser fotografada. Na década de 70 o livro foi publicado no ocidente e a massagem que até então não tinha nome, recebeu o nome de Shantala, esse era o nome da jovem mãe.

Desde então, Shantala vem se tornando cada vez mais popular, por proporcionar relaxamento e bem estar global ao bebê. Na Índia a massagem é realizada apenas pelas mães, pela própria cultura, mas não há porque o pai não participar desse momento de troca de afeto, comunicando-se corporalmente com o seu filho (a).

A massagem consiste em movimentos lentos, suaves compressões e alongamentos passivos por todo o corpo do bebê, tais como: peito, braços, mãos, barriga, pernas, pés, costas e rosto.

Mais do que uma simples técnica de massagem, Shantala é uma forma dos pais transmitirem amor através das mãos para os bebês e estreitar o vínculo afetivo. É um momento de grande interação e troca de afeto no qual o ato de tocar torna-se um canal de comunicação diferente no dia-a-dia. A massagem realizada com carinho e atenção estabelece um canal de comunicação corporal, contribuindo para o desenvolvimento de um ambiente tátil-cinestésico onde a mãe/ pai passam a conhecer melhor o comportamento da criança, seu esquema e linguagem corporal.

Segundo Montagu (1998), o sentido mais intimamente associado à pele, o tato, é o primeiro a desenvolver-se no embrião humano. Portanto, antes que o bebê nasça, ainda no meio intra-uterino, já obtém experiências cutâneas, sendo tocado por estruturas que o acolhem. Nessa fase, o bebê retém memórias corporais produzindo um padrão de relacionamento com a mãe. Logo após o nascimento, a interação na relação mãe-bebê prossegue através de estímulos nos cuidados diários aos órgãos sensoriais: tato, olfato, paladar, audição e visão. A estimulação desses órgãos, em especial o tato, assegura continuidade na relação íntima vivida no útero.

O órgão do tato significa ter contato e representa um órgão sensorial primário e primitivo ao ser humano, sendo uma forma de ligação e envolvimento do bebê/ criança com o mundo. A pele é o maior órgão do corpo humano e o contato através da Shantala é primordial, pois uma relação mais próxima entre mãe, pai e filho na qual o bebê/ criança é tocada leva a benefícios no desenvolvimento da percepção corporal, tônus muscular e da coordenação motora. Dessa forma, o bebê/ criança descobre com naturalidade o seu tamanho, força, flexibilidade e o espaço que o seu corpo ocupa, conseguindo explorar o ambiente com melhor qualidade.
Possibilitar ao bebê/ criança, a experiência de toque prazerosa nos três primeiros anos de vida quando a percepção sensorial é muito aflorada, sem dúvida, é um estímulo para que ela cresça de forma sadia integralmente, aprendendo que o cuidado com o corpo é um elemento essencial para seu pleno desenvolvimento.

Shantala além de fortalecer o vínculo afetivo, é muito procurada pelas mães por promover melhor qualidade do sono, melhor funcionamento gastrointestinal, minimizando cólicas, gases e prisão de ventre, estimula resistência imunológica, reduz estresse, amplia respiração, auxilia no desenvolvimento sensório-motor, favorece o ganho de peso e crescimento físico.

A massagem é realizada com o bebê desnudo, sobre as pernas estendidas da mãe, sentada no chão, mas não em contato direto com o solo. A coluna deve estar ereta e os ombros relaxados, se necessário use almofadas para apoiar a região lombar. Também é indicado retirar anéis e pulseiras. O local deve estar tranqüilo, aquecido e acolhedor, a música é opcional. Usa-se óleo de origem vegetal para facilitar o deslizamento das mãos.

A aplicação dura de 15 a 30 minutos, dependendo da idade do bebê e aceitação ao toque. A partir de um mês de vida os bebês já podem receber Shantala, respeitando-se apenas a cicatrização umbilical e a descamação da pele. Não há restrições em iniciar Shantala com crianças mais velhas, necessitará apenas de adaptações quanto à postura da massagem.
Para completar a sensação de relaxamento e retirar o excesso de óleo, os pais podem banhar o seu bebê/ criança, deixando o corpo imerso na água. É interessante já deixar o banho pronto antes de iniciar a massagem para não haver dispersão. Com certeza após esse momento o bebê desejará ser amamentado e dormirá!

Permita-se encontrar momentos diários de contato corporal com o bebê, alimentando-o através do toque, onde as palavras não alcançam.

Por Denise Gurgel Barboza

Fisioterapeuta Saúde Materno-Infantil e professora de Shantala

CREFITO 34310-F

http://www.cursoshantala.com.br