Matérias sobre Gravidez

Lingeries para a gravidez e o pós-parto
Gravidez exige cuidados com estresse, alimentação e vacinas
Testes que indicam período fértil podem ajudar mulheres que querem engravidar
Dicas de Como Manter Seu Estilo Antenado Mesmo Durante a Gravidez
Como Escolher o Berçário
25 perguntas e respostas sobre o bebê
Lingeries para a gravidez e o pós-parto
40 Dicas Importante e Úteis para os Papais de Primeira Viagem
Sintomas do trabalho de parto
Cuidados para Evitar a Toxoplasmose na Gravidez
Dicas para Mães de Primeira Gravidez = Antes, Durante e Depois do Parto
Ganhar peso na gravidez, não significa engordar
Dicas básicas de amamentação
9 Dicas para dormir melhor durante sua gravidez
15 respostas para mulheres que tiveram parto cesariano
Cordão umbilical: vale a pena guardar?
Alimentação X Fertilidade
Endometriose
Mortalidade Materna
Riscos da Hipertensão na Gravidez X Eclâmpsia e DHEG (Doença Hipertensiva Especifica da Gravidez)
Gravidez Tardia & Técnicas de Reprodução Assistida
A Importância da Escolha do Sapato e Cuidados com os Pés Durante a Gravidez
Exame Pre-Natal diagnostica Anomalias fetais com mais de 90% de Precisão
Uso de Cosméticos em Gestantes Exige Cuidados
Academias de Ginásticas e Programas Específicos para Grávidas
Acerte na Cor da sua Roupa de Grávida para o Reveillon
Antecipando Algumas Surpresas e Contando 19 Coisas que Provavelmente Você Só Descobriria Durante a Gravidez
Atividades Fisicas para Gestantes
Tudo que você precisa saber dos 13 Principais Mitos sobre Amamentação
50 motivos para evitar uma cesárea desnecessária
Como Evitar ou Tratar das Estrias Durante a sua Gravidez
Detalhes da Evolução do Feto e da sua Gravidez Semana a Semana
Escolha do sexo do bebê
Medidas Fetais = Peso e Tamanho do Bebê na sua Barriga
Shantala
Direitos da gestante
Signos X Personalidade de seu Bebê
Tabela de Vacinação do Bebê
Dicas sobre Amamentação
Posições para Amamentar com Mais Conforto
Como Preparar os Seios Para a Amamentação
Resposta para Dúvidas Comuns sobre Amamentação
Vantagens da Amamentação
Direitos da Gestante
Respostas para 16 Perguntas e Dúvidas Comuns de Grávidas sobre os Direitos das Grávidas
Dez Direitos da Gestante promulgados pela Organização Mundial de Saúde
Dicas de uma Especialista em Medicina Esportiva e Nutrologia s/ Atividade Física na Gravidez
Exercícios Posturais para Gestantes
Exercícios, Ginástica, Natação durante a Gravidez
Exames durante a Gravidez
Gravidez Tardia
Veja se você está preparada para ser mãe mesmo depois dos 35 anos?
Gravidez Depois dos 35 Anos
Nervos À Flor da Pele
Dicas de uma Fisioterapeuta sobre Gravidez e Mudanças no Corpo da Gestante
Orações para Grávidas & Nossa Senhora do Bom Parto
Dicas de uma Nutricionista s/ Alimentação na Gravidez
Gestantes e Suplementação de Ômega 3: importante ou não?
De Olho na Balança + Calcule seu Índice de Massa Corporal (IMC)
Dicas do que fazer para melhorar e garantir o desenvolvimento do bebê em termos de sua alimentação
25 Dicas de Como não Engordar Muito Durante a Gravidez
Peixes na Gravidez
O Pomar Ideal da Gravidez
Principais nutrientes de que você e seu nenê necessitam durante a gestação
Informações Úteis sobre a Alimentação da Grávida
Alimentos priorizados durante a gestação
O Estresse Atrapalha
Infertilidade & Técnicas para Ajudar a Engravidar
10 Sinais de que Você Pode Estar Grávida
É Possível Escolher o Sexo do Bebê?
Dicas de Como Engravidar
Check List Completo de Tudo O Que Precisa Fazer para Organizar um Chá de Bebê e/ou Fraldas
15 Brincadeiras para Você Fazer no seu Chá de Bebê e/ou Fraldas
Dicas de Como Organizar um Chá de Bebe Bem Legal e Animado
Sintomas Normais da Gravidez + Dicas Úteis sobre Cada uma
11 Perguntas e Frases que Mais Vai Ouvir Durante Toda a sua Gravidez
Respostas para 45 Perguntas e Dúvidas Comuns de Grávidas sobre o Parto
5 Maneiras de Acalmar a Ansiedade da Grávida
Respostas para 15 Perguntas e Dúvidas Comuns de Grávidas sobre a Gravidez
Como Solucionar os Enjoos durante a Gravidez
25 perguntas e respostas sobre o bebê

1-Porque nasceu com o corpo cheio de pelinhos?

Alguns bebês podem nascer com as costas e os ombros cobertos com um pêlo fininho. Este pelinho, denominado lanugo, muitas vezes preocupa as mamães. Mas não há porque se assustar, já que esse pelinho,que lhes cresce durante a gestação, não é definitivo e cai pouco tempo depois de nascer.

É verdade que alguns nascem com mais do que outros, porque isso depende, além do mais, da carga genética. Quer dizer que se os pais são "peludos", é possível que o bebê também o seja.

2-Porque se forma crostinhas na cabeça?

As crostinhas que se podem formar na cabeça do recem-nascido, denominam-se "crosta láctea", e dependem basicamente das características da pele do bebê. Assim, quanto mais gordurosa é, mais crostinhas se formarão. A crosta láctea não é mais do que uma secreção das glândulas seborreicas, que poderia ser comparada à caspa dos adultos, e pode ver-se no couro cabeludo, embora também possa aparecer nas sobrancelhas e detrás das orelhas.

As mamães podem preocupar-se um pouco, já que não se torna nada estética. Mas não vale a pena desesperar-se, porque cairão sozinhas. O óleo de amêndoas ou de bebê colocado sobre as crostas, meia-hora antes do banho, ajuda a que se desprendam com mais facilidade com a ajuda de uma escovinha. De todas as formas, mais cedo ou mais tarde descamar-se-ão sozinhas.

3-Porque é que as meninas às vezes libertam um fluxo rosado?

Durante a gravidez, tanto os meninos como as meninas, estão expostos às hormonas maternas (fundamentalmente estrógenos e progesterona). E no caso das meninas, ao longo da gravidez a sua mucosa vaginal também recebe esse estímulo hormonal. Se bem que ao nascer esse estímulo termine abruptamente, parte dessas hormonas permanece na mucosa vaginal das bebês e pode originar um fluxo sanguinolento ou uma pequena hemorragia (pseudo menstruação). Quando as mamães vêem que a bebê tem uma hemorragia, podem assustar-se muito. Mas não há que se preocupar: este episódio passará e não se repetirá.

4) Se nasceu com os olhinhos azuis, eles vão ficar assim?

Ao princípio, os olhos escuros, sejam pretos ou castanhos, apresentam uma coloração azul acinzentada. Mas isso não quer dizer que o bebê tenha olhos azuis, apenas que o tom escuro ainda não se encontra definido. Por volta dos 6 meses terá a cor definitiva dos olhos. No entanto, quando os olhos são definitivamente azuis, vê-se claramente desde o primeiro momento, e não há dúvidas a esse respeito.

5) Porque é que quando chora, lhe treme o queixo?

Todos os bebês nascem com muitíssimos reflexos, que são movimentos involuntários. Alguns perduram para toda a vida, enquanto que outros vão desaparecendo à medida que a criança vai amadurecendo. Assim, há reflexos que desaparecem em poucas semanas e outros uns meses mais tarde. O fato de tremer o queixo quando chora é totalmente normal, e é um desses movimentos involuntários que vão desaparecendo com o tempo.

6) Se o bebê espirra, significa que está resfriado?

Os recem-nascidos podem espirrar com frequência, mas isso não quer dizer que necessariamente estejam resfriados. O espirro é uma forma de limpar as fossas nasais de corpos estranhos, de limpar as secreções. Quando o bebê está resfriado tem uma clara secreção mucosa semilíquida: mas as mais duras que saem pelo nariz não se devem a um resfriado.

7) Porque boceja tanto, se dorme tanto?

O bocejo é parte do processo neurológico maturativo da criança, e nem sempre implica que tenha sono. Muitas vezes é só uma forma de se espreguiçar.

8) Porque é que poucos dias após nascer lhe apareceram escaminhas na pele?

A pele de todo o recem-nascido muda e renova-se, de modo que o bebê elimina a pele com que nasce e substitui-a por uma nova. Se bem que a substitução seja progressiva em todo o corpinho, esse processo é mais visível nas mãos, nos pés, nos pulsos (quer dizer, fundamentalmente, nas extremidades), e no abdómen.

9) Porque lhe surgem pontos brancos do nariz?

Isto está relacionado com a crosta láctea que explicámos antes. Também se deve ao desenvolvimento das glândulas sebáceas, e tanto a carita como o couro cabeludo possuem um número importante delas. Estes pontinhos brancos chama-se "milia", e dependem das características da pele do bebê: se é gordurosa está mais propensa a que apareçam, mas desaparecem sozinhos ao longo do primeiro mês. Se é das mamães que não consegue conter o fascínio em espremer borbulhas, suas ou de outra pessoa, NÃO deve tocar nos pontinhos brancos do bebê, por nada deste mundo!

10) Porque é que tem ramelinhas? Como é que as limpo?

É comum que os recem-nascidos tenham ramelas. Tratam-se de secreções oculares totalmente normais que pode limpar com uma gaze estéril embebida em água morna. Estas secreções não implicam conjuntivite, e não há que confundir-se, porque a conjuntivite se manifesta com abundantes secreções que colam os olhinhos a tal ponto que o bebê não pode abri-los. Nesse caso, requer uma consulta com o pediatra, para que lhe indique como proceder.

11) É normal que chore sem lágrimas?

Durante as primeiras semanas de vida, os bebês choram sem lágrimas. Isto deve-se a que as glândulas lacrimais, que são as que "fabricam" as lágrimas, estão ainda pouco desenvolvidas. À medida que vão amadurecendo, começam a funcionar. Cerca do primeiro mês, já começam a aparecer as primeiras lagrimitas.

12) Porque é que, apesar de estar agasalhado, tem os pés e as mãos geladas?

É típico que quando a mamãe nota que os pezinhos estão frios, interprete que o bebê está com frio e corra a calçar-lhe um par de botinhas. E, em caso de dúvida pois talvez esteja com frio, quem sabe mais uma mantinha de lã. Mas é importante saber que todos os recem-nascidos têm as mãos e os pés frios, e inclusive podem chegar a estar azulados.

No entanto, isto não quer dizer que o bebê esteja pouco agasalhado ou que tenha frio, mas sim que as mãos e os pés têm um menor fluxo de sangue (vaso-constrição), e isso faz com que a temperatura seja menor. Quer dizer que se trata de algo normal. Deve, pelo contrário, preocupar-se quando o bebê tem as mãos ou os pés muito quentes, já que poderia estar com febre.

13) Como tenho que limpar-lhe o cordão umbilical?

O cordão umbilical não é outra coisa que uma cicatriz, e como tal, irá cicatrizando com o tempo. Para limpar-lho, deve passar-se suavemente uma gaze esterilizada embebida em álcool, em cada muda de fralda. O cordão deve limpar-se desde a base até ao extremo livre, principalmente na união com o umbigo. Desta forma, secará e cairá mais rápido.

14) Porque é que às vezes tem sangue no cordão?

Quando o cordão se desprende, é normal que apareça uma crosta sanguinolenta que pode inquietar as mamães. No entanto, não há que ter medo de limpar-lho. Pelo cordão umbilical passava uma grande quantidade de vasos sanguíneos que ainda têm que terminar de cicatrizar. Se ao desprender-se se vê sangue, ou sangra a união do cordão com a pele saudável, devemos continuar a limpar com gaze e álcool, até que cicatrize sozinha. Mas se notar que se desprende mau cheiro ou tem secreções, é necessário que consulte o pediatra, já que poderia tratar-se de uma infecção.

15) Quando cairá o cordão umbilical?

Entre os 10 e os 20 dias posteriores ao nascimento, o cordão cairá e deixará essa marca que todos nós temos: o umbigo. O tempo que demora a desprender-se depende também da forma como foi limpo. Uma higiene correta ajudará a que caia e cicatrize mais rápido.

16) Quando a despi para mudá-la, notei que lhe saia leite dos peitinhos. É normal?

Também pode suceder que, devido à presença de hormonas maternas, tanto as meninas com os meninos apresentem os peitinhos inflamados e um inchaço dos mamilos. E ainda que não seja muito frequente, podem ter uma secreção láctea. Não se preocupe. Com o correr dos dias, a situação ir-se-á normalizando. Mas, por favor, nunca aperte os peitinhos do bebê.

17) É normal que regurgite?

Em primeiro lugar, não devemos confundir regurgitação com vómito. Que os bebês regurgitem é totalmente normal, que vomitem não. Nos recem-nascidos, a regurgitação deve-se ao refluxo fisiológico provocado pela ainda imatura comunicação entre o esófago e o estômago. Devido ao fato do esfíncter esofágico inferior ainda não estar totalmente fechado, como acontece com as crianças mais crescidas e os adultos, parte do leite que toma volta a subir pelo esófago e sai pela boca.

Isto é mais frequente se o bebê é muito comilão, e comeu mais do que entra no seu estômago. Mas também pode acontecer que regurgite ao mudá-lo bruscamente de posição. Por isso, depois de comer tem de dar um "bom proveito" para que elimine o ar a mais que engoliu, de maneira que não ocupe lugar no estômago, e evitar movê-lo muito.

18) Porque tem soluços?

O soluço é outro dos reflexos próprios do recem-nascido que desaparece só com o passar dos dias. Um ditado popular diz que com um susto o soluço desaparece. Isso deve-se ao fato do susto mudar a mecânica respiratória e o soluço desaparece. Mas nos bebês essa táctica não funciona. O soluço desaparece sozinho, assim nem pensar em assustá-lo. Não serviria de nada, e o pobre bebê iria apenas levar um susto.

19) Porque tem os testículos tão grandinhos?

Os meninos recem-nascidos podem ter os testículos muito grandes, o que pode ser mais um motivo de brincadeira por parte dos pais. De todas as formas, isso não quer dizer que conservarão essa proporção quando crescem. Não deve assustar-se, pois trata-se de uma coisa normal. A causa é que ao nascer os testículos podem conter líquido (hidrocelo), que se irá reabsorvendo com o tempo. No entanto, o tamanho deve ser idêntico durante as 24 horas. Se durante o dia os testículos aumentam e incham, é importante consultar o pediatra.

20) É normal que o cocô tenha mucosidades?

Depois da eliminação do mecónio, que acontece aproximadamente 48 horas depois de nasce, as deposições do bebê vão-se modificando: tornam-se semilíquidas e de uma cor amarelada ou esverdeada. E não é raro que as deposições tenham "mucosidades". Estas mucosidades não são outra coisa que secreções respiratórias que foram digeridas, chegaram ao intestino, e eliminar-se-ão com a matéria fecal. Estes episódios podem ser mais frequentes quando o bebê engoliu líquido amniótico durante o nascimento.

21) Quando posso levá-lo a passear?

Do ponto de vista físico, o bebê pode sair a passear desde o primeiro dia. No entanto, de acordo com a sua adaptação, é aconselhável que durante o primeiro mês não faça passeios muito longos, e muito menos que durem todo o dia. Isto representará um benefício tanto para a mamãe como para o bebê. Para o bebê, porque não esqueçamos que acaba de sair do útero, alheio às condições e estímulos do ambiente, e está a adaptar-se a um novo mundo, aos ruídos da casa, às luzes, aos horários.

Por isso, é conveniente também não ir a lugares onde haja muita gente, já que além disso correria o risco de contagiar-se com alguma doença viral. Para a mamãe, os passeios breves também são benéficos, dado que se encontra na etapa do puerpério: o seu corpo está a voltar à normalidade e cansa-se com facilidade. Por isso, ficar em casa ou nos arredores tranquilos durante períodos breves, será uma vantagem para ambos.

22) Arranhou a cara com as unhitas. Posso cortar-lhas?

Se o pequenito tem as unhas muito compridas convém cortar-lhas, para evitar que arranhe a cara. O ideal é limá-las com uma lima exclusiva para ele, ou, se as tiver muito compridas, podem cortar-se com uma tesoura especial para bebês (tem a ponta arredondada), previamente desinfectada com álcool. Mas atenção! Com muito cuidado para não o magoar, já que, dada a sua escassa imunidade, uma pequena ferida poderia terminar numa infecção. A lima é mais segura e a melhor maneira de evitar magoar o pequenito.

23) Quando posso dar-lhe o primeiro banho de imersão?

Dois dias depois do cordão umbilical ter caído, podemos dar-lhe o seu primeiro banho. Mas isso não quer dizer que antes não tenha de fazer a sua higiene. Há que fazê-lo, mas sem submergi-lo, para não humedecer a zona do umbigo. A melhor forma é através de um banho com algodão: em cima do trocador, pode limpá-lo com um algodão embebido em água morna e sabão adequado ao bebê.

O banho do bebê deve ser sempre de imersão, quer dizer, colocando-o numa pequena quantidade de água morna, entre 10 e 15 minutos. Entretanto, lave-o, começando pela cabeça, depois o corpo e por fim os genitais. Além de fazer a sua higiene, o banho relaxa-os e eles gostam muito. Mas tenha em atenção que o bebê se assusta muito com o duche, assim por favor, não pense nessa opção.

24) Porque é que quando lhe vou dar o peito, abre a boca enquanto abana a cabeça?

Esse é o famoso reflexo de busca, que está presente desde o primeiro momento, mas que irá desaparecendo com o tempo. Quando o bebê procura o peito, abre a boca e sacode a cabeça como que a dizer "não". Há que aproveitar esse momento e prendê-lo ao peito, para que agarre o mamilo e a auréola.

25) Parece-me que o meu bebê gosta mais do peito esquerdo do que do direito. Que faço?

Muitas mulheres têm esta sensação. Mas há que tratar de insistir em oferecer-lhe o outro peito. No entanto, se acaba não o aceitando, não deve preocupar-se demasiado, já que cada peito produzirá a quantidade de leite adequada que o bebê pede, e poder-se-á alimentá-lo exactamente do mesmo modo.